Músicos

Renata Braz

Cantora

Natural do Rio de Janeiro, teve sua primeira experiência com a música aos 13 anos de idade, quando interpretou a música Chão de Giz (Zé Ramalho) no Festival de Interprete da MPB nas escolas, no estado do Piauí. Desde então, continuou seu trabalho musical em eventos fechados e bandas. Participou de festivais, dentre eles FENFIT (Festival Nacional de Forró Itaunas, com sua antiga banda CT que Dancar, participou do FESTVILLA (Festival de Música Autoral dos Alunos da Escola de Música Villa Lobos). Participa atualmente do Espetáculo Bitucanto (Uma homenagem a Milton Nascimento). É Cantora oficial do grupo de bateria Balanço Zona Sul, em Botafogo, entre outros projetos. A cantora Renata Braz, com seus 22 anos de caminho pela música, vem com um carisma todo especial aos que participam de seus shows, trazendo um repertório solo, bem diversificado, animado e sofisticado, com muito samba, pop, forró, axé  e Bossa Nova, fazendo jus a esse carinho pela música brasileira.

contatorenatapereira@gmail.com


Pedro Moita

Percussionista

A trajetória do percussionista carioca Pedro Moita é marcada por uma atuação sem fronteiras entre as corriqueiras classificações de “música clássica” e “música popular”. É percussionista e timpanista concursado da Orquestra Sinfônica da UFRJ (OSUFRJ) ejá participou de numerosos concertos e gravações como músico convidado de diversas orquestras sinfônicas, dentre as quais a Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Orquestra Sinfônica Brasileira, Orquestra Sinfônica Nacional da Universidade Federal Fluminense e Orquestra Petrobrás Sinfônica.É professor do Instituto Brasileiro de Educação Superior Continuada (IBEC), onde ministra aulas de percussão no curso de licenciatura e pós-graduação em música.Por outro lado, frequenta baterias de blocos carnavalescos e de escolas de samba desde seus 14 anos de idade e aos 19 foi agraciado como integrante do conjunto de choro Abrindo o Berreiro com a Moção de Louvor da Câmara Municipal do Rio de Janeiro pelos serviços prestados à música popular.
Pedro Moita ingressou no doutorando pela UNICAMP em 2012, sob orientação do percussionista Dr. Fernando Hashimoto. Na UFRJ obteve o título de Mestre em Música e formou-se com diploma Magna cum laude no Bacharelado em Música com Habilitação em Percussão. Antes de iniciar a graduação, estudou com Mestre Riko e concluiu os cursos regulares da Escola de Música Villa-Lobos sob orientação dos professores Eliseu Costa e André Melo.Em 2006 tornou-se aluno do percussionista Luiz D’Anunciação, com quem manteve aulas particulares semanais por mais de cinco anos. Complementou sua formação ao assistir a aulas e oficinas de percussionistas de especialidades distintas, como Ney Rosauro, Arthur Lipner, Wilson das Neves, Brian Wilson (Brooklyn College), Alexander Radziewski (Orquestra Sinfônica de Hamburgo), Raymond Curfs (Orquestra Sinfônica da Rádio da Baviera), RonniKotWenzell, Javier Nandayapa, dentre muitos outros.

pedroarthurmoita@gmail.com

Mestre Yago

Percussionista

Professor de Percussão Particular e da Oficina Arytmética do Samba desde 2016, Diretor de diversos blocos no Rio de Janeiro (entre eles Simpatia é Quase Amor e Imprensa que eu Gamo) desde 2016, Mestre de Bateria do bloco inclusivo e social Senta Que eu Empurro (Cadeirantes) desde 2018 e Criador e Mestre de bateria da bateria Balanço Zona Sul, fundada em 2018. Participação em diversos eventos, shows e apresentações musicais entre eles o bloco e o baile do Copacabana Palace e no projeto musical da escola americana Berklee College Of Music.

yago7@outlook.com
https://www.balancozonasul.com.br/

Alexei Henriques

Violinista

Formado em violino pela UFRJ, já tocou em orquestras como a OSB Jovem. Já tocou, atuou, cantou e sapateou em diversas peças de teatro, comoRaul Forada Lei no Canecão, Aladdin da companhia Só de Sapato de Cláudio Figueira, Flictsdo Ziraldo, Avenida Qdo Ceftem e os Saltimbancoscom direção de Maria Lucia Priolli.
Dançou e sapateou em programas de televisão da emissora Globo como o “Criança Esperança 2008”, o “Encontro com Fátima Bernardes” (2013) e o “Show Globo 50 Anos” (2015) além de ter sido convidado para sapatear em um carro alegórico do Salgueiro (2011).
Ganhou diversas bolsas de estudos para festivais de música e sapateado nacionais e internacionais como o “Eurochestrie” na França (2012) e o “DC Tap Festival” em Washington, onde ganhou em 1º Lugar o DC TapCompetition de 2014 com um solo próprio.
Violinista do Teatro do Oprimido de Augusto Boal já tendo tocado na Palestina, Áustria, Croácia e Guatemala. Foi ArtistResidence do espetáculo multimidia “Pulsation” e “Face” da compositora Angélica George em Nova York (2014 e 2017 respectivamente).
Atualmente faz parte da Orquestra Brasileira de Sapateado já tendo se apresentado com o espetáculo “Homo Tapiens”, além de dar aula de violino na OLM School e na Escola Alemã Corcovado.

alexei.henriques@gmail.com

Romilson Santos

Percussionista

Romilson Santos, apelido Olodum, é músico há mais de vinte anos e  tem um amplo conhecimento prático, musical.
Com a Banda Parangolê, criou as levadas de três surdos e  o surdo de pagode diferenciado. Trabalhou nas bandas Raghatoni, Timbalada, Catia Guima, Viviane Tripodi, Malê de Bale, Fantasmão, Sintonia do samba, So mania, Edcyte.
Fez shows em diversas partes do mundo, no Festival de Verão, Salvador Fest, Copa Vela. Participou do carnaval de Salvador, Manaus, São Paulo, Brasília, Espírito Santo, Belo Horizonte e em  várias cidades do interior da Bahia.

dum_parango@hotmail.com

Mônica Luz

Violonista

Mônica Luz começou a tocar violão muito nova, vendo sua irmã tocar, quando se apaixonou pelo instrumento. Logo começou a ser chamada para participar de Festivais e eventos, acompanhando artistas que reconheciam nela um talento nato.
Começou a tocar com um grupo, formado por quatro mulheres, chamado “Quarta Intenção”, apresentando-se em bares, casas noturnas, como: Vinícius Piano Bar, Rio Jazz Club, Purple Rain, Café Brasil, Beco da Bohemia, dentre outros.
Foi convidada pela atriz e cantora Maria Ceiça, para tocar em um Musical “No Tom de Vinícius”, com apresentações no Rio e em Portugal. Destaque para a inauguração do Teatro Eunice Muñoz, com a Direção de Thiago Justino e Produção de Alexandra Solnado.
Em 1996, reencontrou a amiga de infância, Vivianne Tosto, que também seguia a mesma estrada musical e começaram a tocar e a compor juntas. Essa parceria dura até os dias de hoje.
Lançaram seu primeiro CD, Pedaços, em abril de 2007 no Teatro Rival Petrobras BR, apresentando composições próprias e de compositores já consagrados.
Suas apresentações em reconhecidos espaços como Teatro Rival, Centro Cultural Carioca, Espaço Cultural Sérgio Porto, Circo Voador e Casarão Ameno Resedá, foram de grande sucesso, o que trouxe à dupla para perto do grande público.  Também se apresentaram em festivais internacionais.  Em 2008, 2011 e 2013 e participaram do Festlip, ao lado de músicos internacionais de Moçambique, Angola, Portugal, Cabo Verde e Guiné-Bissau.
Em dezembro de 2010, fizeram o lançamento do segundo CD, intitulado Siga-me, com um belíssimo show no Teatro Rival, que teve participações de artistas como João Pinheiro, Cesar Beliery e Isabella Taviani, que gravou uma composição de Vivianne (Contramão) em seu DVD.
Não se pode deixar de mencionar sua passagem por lugares como: Espaço Laranja, Rio Design, Leblon, Teatro Bibi Ferreira, Sesc de Ramos, Santa Saideira Shopping Barra Garden, Cantinho da Barra, Café Laranjeiras, Mistura Fina, Bar do Ernesto, Teatro SESI, Tijuca Tênis Clube, Vinícius Piano Bar, Marina Palace Hotel, Teatro da UFF, Auditório do Instituto de Educação
Últimas apresentações:
20/05/2019 – Espaço Terra 06/12/2019 – Villa Rio
04/01/2020, 15/02/2020 – Villa 25
Mônica e Vivianne estão agora com o terceiro trabalho, também autoral. Todas as músicas podem ser encontradas nas plataformas digitais.

monluz02@gmail.com

Hallisson Max

Guitarrista

Hallisson Maximiliano Santos Perdigão

ESCOLARIDADE
Graduado em Educação Artística com Habilitação em Música – instrumento Violão (2000-2006)
Pós – Graduando em Música Popular Brasileira no CBM(Conservatório Brasileiro de Música)

EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS
20 anos de experiência no Ensino Musical (teoria musical; musicalização infanto-juvenil; violão e guitarra);
Professor estagiário no Curso Básico de Percepção Musical e Violão – ESMU/UEMG;
Aulas de Guitarra e Violão na Escola de Musica Harmonia-sí, Belo Horizonte/MG;
Professor de Guitarra e Violão da Escola Mozart, Ipatinga/MG;
Músico integrante da Agência Sax & Cia, Ipatinga/MG;
Professor de música da Escola Educação Criativa, Ipatinga/MG;
Desenvolve trabalho próprio de Música Instrumental formato Solo e em Trio
Professor de violão e Guitarra na M&C Escola de Musica, Tijuca/RJ.
Desenvolve Trabalho em Grupos de Música Latino Americana( Salsa, Cumbia, Candombe Uruguaio).
Realiza Trabalho de Transcrição e Adaptação de Choros e outros estilos de Música Brasileira para a abordagem Guitarrística.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS
Workshop Harmonização – Toninho Horta, Belo Horizonte/MG;
Curso de Percepção e História da música Brasileira – Lúcio Gomes, Belo Horizonte/MG;
Curso de Violão Erudito – Guilherme Koepell, UEMG – Belo Horizonte/MG;
Curso de Música Brasileira – Alvimar Liberato/ Fabio Nery , UEMG – Belo Horizonte/MG;
Curso de Guitarra: Técnica e Harmonia – Vladimir Cerqueira, Belo Horizonte/MG;
Curso de Guitarra: Harmonia e Improvisação – Fábio Monteiro, Ipatinga/MG;
Participação da 2ª Mostra de Composição da ESMU-UEMG, Belo Horizonte/MG em 2003;
Curso de Harmonia e Composição – Ernesto Hartmann, Rio de Janeiro/RJ.

maxcordas@gmail.com

Marco Veloso

Guitarrista

Formado em Licenciatura em Música, é professor da rede municipal de Salvador.
Atualmente é guitarrista e produtor da banda de pop rock “Máquinas na Pista”
Já acompanhou artistas como Zeu Britto, Bruno Nunes, Diana Marinho e participou do movimento do rock baiano anos 80 com a banda Iris Vermelha. Também atua como técnico de gravação, mixagem e masterização.

marcoveloso13@gmail.com

Valéria Agner

Percussionista

Ritmista da Bateria Balanço Zona Sul e do Rio Pandeiro.
Fez parte da oficina Arytmetica do Samba, Quizomba e oficina de roda de samba Moyses Cohen.
Ritmista em diversos blocos de carnaval do Rio de Janeiro, tais como Simpatia é quase amor, Imprensa que eu gamo, Escravos da Mauá, Senta que eu Empurro, Meu bem volto já e Rio Pandeiro.
Participou em eventos musicais no Copacabana Palace através da Balanço Zona Sul e de intercâmbios musicais em várias cidades brasileiras através do Rio Pandeiro.

valeriaagner@icloud.com

Fábio Zeca

Violonista

Fábio Zeca é licenciando em Música pela Universidade Federal do estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) Formado em Harmonia pelo CIGAM onde atuou como guitarrista da Orquestra do Curso (OLA).
Multi-instrumentista, poeta, cantor, compositor e professor, Fábio é um músico experiente e versátil, parte disso se dá não apenas pela formação do músico, mas sobretudo por seus 25 anos de experiência nos eventos e lugares por onde tocou.
Dentre alguns de seus trabalhos, destacam-se:

  • Orquestra Popular Céu na Terra (cavaquinho e voz);
  • Michael Arce Trio (violão e voz);
  • Shirley Carvalhais (violão);
  • Suely Mesquita (violão);
  • Luciana Balby (violão);
  • Nelson Rufino (violão);
  • Ivan Milanez (violão);
  • Rose Maia e Reizilan Cartola Neto (cavaquinho);
  • Banda Arerê (contrabaixo);
  • Grupo Resistência e Samba (violão e voz);
  • Jan Onosckzo (violão e guitarra);
  • Banda Roque Malasartes (violão/ guitarra/voz/percussão);
  • Coletivo Claves Novas (violão/voz/guitarra/percussão/ composição/arranjos).

No teatro atuou como assistente de direção musical de Oswaldo Montenegro em montagem amadora (Oficina dos Menestréis) e diretor musical da peça “Samba, Choro e Poesia” no Teatro Glória.
Fábio Zeca tem participação em Festivais, CDs e DVDs e atualmente está envolvido em suas produções autorais, em carreira solo e com o Coletivo Claves Novas.

fabiozecanunes@gmail.com

Revista eletrônica de arte contemporânea

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: