Violeta

Márcia Cristina Silva

Ei, você viu a Violeta por aí? Não…Ihh, então vai ser complicado contar essa história. Violeta vive fugindo de tudo que eu invento pra ela. É só imaginar o início da história, que pronto: começa a correr pelos pensamentos, escorrega pelas idéias e se esconde atrás do arco-íris.

Por onde andará minha personagem agora?

Ela é assim, vive entre a chuva e o sol, entre o azul e o vermelho, entre o sim e o não.

Já foi até princesa em uma história, mas fugiu antes do príncipe chegar. Disse que só morava em castelos de areia, com portas abertas ao vento que um dia viria lhe chamar.

Mas quando lhe dei o castelo de areia, foi embora com o primeiro marinheiro que passou. No lugar do castelo deixou um recado na areia:

DESCULPE, NÃO LANÇO ÂNCORAS NA TERRA, SÓ NAS ONDAS DO MAR.

Fui encontrá-la perdida numa ilha. O marinheiro? Já havia afundado. Ela troca de namorado como troca de histórias. Entra por uma letra e sai antes do ponto. Começa com um beijo, acaba antes do outro.

Resgatei Violeta da ilha e lhe dei uma história nova: casa amarela, sofá de bolinha, conversa de portão com a vizinha. Ela não quis saber de nada, foi sumindo de mansinho…Encontrei um bilhete na porta da geladeira:

FALTAVA MUITA COISA NESTA CASA. VOU NOUTRA HISTÓRIA TENTAR ACHAR MEU CORAÇÃO. NÃO ME ESPEREM.
BEIJOS,
VIOLETA

Desta vez pelo menos tinha deixado uma pista. Entre uma linha e outra podia-se escutar TUM, TUM, TUM…Era pra lá que estava indo.

Só que às vezes as buzinas atrapalham e a gente segue errado o caminho do coração. Violeta entrou na contramão e foi subindo, subindo até chegar na lua. Quer mais emoção do que poder ver a Terra bem do alto, comendo pipoca sentada na lua? Ela queria. Disse que não sabia viver na lua com as estrelas. O céu foi feito para se sonhar, não para se viver. Que graça tem viver dentro de um sonho e não ter com que sonhar? Pegou um foguete que passava e zuuummm…, saiu da história antes da primeira vírgula. No caminho de volta, abriu a porta do foguete e saltou. Enquanto caía Violeta gritava:

SOCORRO, SOCORRO!!!!! PRECISO DE ASAS PRA CHEGAR NO MEU CORAÇÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!

No desespero a única coisa que encontrei foi um pára-quedas. Ela foi caindo numa folha em branco, com jeito de terra fofa , pronta pra ser plantada. Achei que Violeta seria feliz vivendo como uma flor. Afinal nome de flor já tinha e isso já era o começo pra uma história. Plantei minha personagem bem no meio da página, ao lado de margaridas e girassóis. Só que ela foi murchando, murchando, até que de repente, cadê? Tava lá toda encolhida atrás de um ponto de interrogação. Violeta virou semente perdida num grande jardim. Ficou toda seca , sequinha coitada. Então coloquei-a pra dormir numa nuvem de algodão. Quem sabe assim brotaria como um feijão?

E foi o que aconteceu. A semente começou a crescer e a jogar seus cachos violeta pela janela. Em pouco tempo chamou a atenção de todos que passavam pela história como a linda moça cor de violeta que tinha o pé plantado na nuvem e sonhava em achar seu coração.

Poucos não foram aqueles que tentaram lhe mostrar o caminho. Todas as noites subiam pelos seus cachos príncipes disfarçados de sapos e sapos disfarçados de príncipes. Mas Violeta rejeitava ser Rapunzel. Tratou de cortar os cachos, arrancou o pé da nuvem e se atirou de mais uma história.

Desde então não soube mais notícias suas. Espera aí… acabo de receber uma carta urgente, acho que conheço essa letra.

QUERIDA AMIGA,
DEPOIS QUE SALTEI DAQUELA HISTÓRIA E VI QUE NÃO TINHA NINGUÉM POR PERTO PARA ME AJUDAR, FIQUEI COM MUITO MEDO. ENQUANTO CAÍA FUI MUDANDO DE COR E PERCEBI QUE NÃO ERA APENAS VIOLETA, PODIA SER TAMBÉM AMARELA, VERDE, AZUL…. TINHA TODAS AS CORES DENTRO DE MIM PRA IR DE NORTE A SUL . DE REPENTE SENTI UMA COSQUINHA NAS COSTAS, UMA VONTADE DE VOAR. OLHEI PARA TRÁS , MINHAS ASAS SE ABRIAM COM AS CORES DO ARCO-ÍRIS. SÓ ENTÃO ENTENDI QUE NÃO NASCI PARA SER HISTÓRIA, PORQUE…
NÃO SOU CONTO
SOU APENAS CANTO
PÁGINA EM BRANCO, SEM TEMA
MEU CORAÇÃO É POEMA.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s